Clique no banner e entenda nossa proposta (Instituto de Pesquisa e Promoção dos Estados de Cura)
Veja Aqui (Informações sobre Psicoterapia Reencarnacionista e Terapia de Vidas Passadas)
Veja aqui como a hipnose é reconhecida e valorizada em importantes centros médicos
Clique no banner e veja o que é e suas principais indicações de uso!
Clique no banner para saber mais sobre Modulação Hormonal Bioidêntica

A FALTA QUE NOS FAZ UM MANUAL DE INSTRUÇÕES

-PARTE I- 

     Não aconteceu também com você ? De ter adquirido um equipamento eletrônico mais sofisticado e na ânsia de querer fazer logo funcionar ficou tentando horas, dias, sem conseguir acessar as várias funções e potencialidades da máquina e enquanto se estressava, o equipamento ali "louco para funcionar". 

     Até que você parou... e se viu forçado à ler o manual de instruções. E então, tudo se tornou fácil... 

     Assim é com o ser humano. Viemos "de fábrica" com um fantástico hardware, o cérebro e a sua face virtual, nossa mente, onde são introduzidos os softwares, as programações, conforme aquilo que nossos órgãos dos sentidos vão captando ao nosso redor, desde a fase intra-uterina até a primeira década de vida, fase em que nosso intelecto não tem condições de discernir se o que vemos ou ouvimos do meio ambiente ao nosso redor, como programações de vida sejam válidas ou não. E assim nosso cérebro e nossa mente inconsciente recebem, processam, armazenam e agem de acordo com os "imputs" recebido dos órgãos dos sentidos, quer as informações sejam exatas ou inexatas, sadias ou mórbidas, úteis ou inúteis. 

     Portanto, tudo o que somos, com exceção de nossa estrutura e características genéticas, o modo como vivemos nossas vidas é o resultado da soma total desses programas, pensamentos e auto-diretivas que foram, muitas vezes, inadvertidamente passadas à nós por pessoas que nos queriam bem, mas que não sabiam dessa forma de processamento e todas as suas implicações no nosso futuro. Programações estas que passaram à ser reforçadas por nossos próprios egos, como crenças inabaláveis. 

     Certamente, também recebemos bons e importantes programas que nos guiam e nos direcionam, mas aqueles que foram mais repetitivos, mais marcantes, serão os predominantes e a forma como vivemos nossas vidas depende do saldo, do resultado da soma desses programas. O poder total, terrível do nosso cérebro tomará providências para que vivamos os programas armazenados em nossas mentes inconscientes onde desencadearão pensamentos e conseqüentemente ações que vão determinar em grande parte o nosso "destino". 

     Durante a fase de crescimento e amadurecimento muitas e muitas vezes vamos tomando consciência de crenças e falsas crenças que a sociedade ou pessoas ao nosso redor nos embutiram, muitas dessas conseguimos deletar de nossas vidas, mas muitas outras permanecem "escondidas em nossos porões" e continuam à nos influenciar como mensagens subliminares, sorrateiras. 

     O que até então ignorávamos sobre nosso funcionamento, durante toda a história da humanidade, foi exatamente o que nos causou tantos problemas. 

     Entretanto, à medida que nos propomos à aprender o que somos, como funcionamos e à tomar consciência de todos os pensamentos , sentimentos, imagens mentais, das diretivas conscientes e inconscientes que transmitimos ao nosso ego (o Eu pessoal), passamos à ganhar poder de decisão sobre nosso presente e nosso futuro. Quando aprendemos à utilizar todas as potencialidades de nosso "computador de bordo" à nosso favor, não mais nos tornamos vítimas de falsas e antiquadas programações que nos passaram. 

     Este fato é a chave para o processo de auto-controle de nossas vidas. È muito animador saber que se aprendemos as regras e fornecemos ao nosso cérebro e à nossa mente as orientações corretas e sadias ele fará o seu trabalho da maneira determinada. Ou seja, nós podemos mudar sim, sob quaisquer circunstâncias e em qualquer idade. Basta que queiramos... 

     Ah! Se viéssemos de fábrica com o manual de instruções...certamente evitaríamos muitos problemas para as pessoas que queremos bem e também para nós mesmos. 

     Definitivamente temos esse dom, esse poder de livre arbítrio sobre nossas vidas. Porém isso exige uma boa dose de energia psíquica, acrescentando-se humildade e inteligência emocional. 

     Felizmente hoje a pesquisa e as conclusões da psico-neuro-ciências, não apenas nos explicam os problemas, mas também nos trazem as soluções. E o mais importante é que os mesmos processos mentais que nos retardaram antes, podem ser utilizados agora, para criarmos soluções e nos fazer avançar. 

   A FALTA QUE NOS FAZ UM MANUAL DE INSTRUÇÕES. 

   PARTE II 

     Na primeira parte deste artigo, discorríamos sobre como a psico-neuro-ciências já tem bem definido os complexos processos de funcionamento de nosso cérebro e de nossa mente e das conseqüências de "virmos de fábrica" sem um manual de instruções. 

     O que até então ignorávamos sobre o que somos e como funcionamos, durante toda a história da humanidade, foi exatamente o que nos causou e ainda nos causa tantos atrasos e problemas. Definitivamente este conhecimento é a chave para o processo de auto-controle de nossas vidas. 

     Assim como um computador que não é atualizado mantém programas antiquados indefinidamente, da mesma forma nossa mente inconsciente continua trazendo à consciência muitas programações profundamente gravadas em forma de sentimentos e sensações que aconteceram no passado, mesmo sem que haja nenhum motivo justificável para isso, hoje. E se não ampliamos nosso nível de percepção e auto-conhecimento continuamos vítimas desses processos. 

     Com certeza todos os aspectos de nossa personalidade não são hereditários, mas sim expressões de tudo que adquirimos e assimilamos através de condicionamentos e dos modelos de vida que copiamos dos outros desde o nascimento. 

     Mas, o importante, é que tudo aquilo que foi aprendido ou adquirido pode ser mudado, desde que a pessoa reconheça e tenha a determinação em fazê-lo. Durante toda a história da humanidade, o ser humano foi vítima do obscurantismo científico e assim acabava recorrendo à diversificados rituais de cura, passes, poções milagrosas, curandeirismo, etc... Entretanto, em vista da sofisticada evolução tecnológica e do conhecimento científico dos dias de hoje, qualquer um de nós, que detenha o raciocínio e as faculdades mentais em boas condições, está apto à empreender mudanças que desejar em sua vida. 

     Ao atribuirmos a responsabilidade por nossa infelicidade ou problemas à fatores externos, sejam eles pessoas ou acontecimentos, nós estamos nos recusando à buscarmos as soluções no único lugar em que ela pode ser encontrada, que é dentro de nós mesmos. 

     Portanto, a expressão "pau que nasce torto, morre torto", graças à Deus, não tem absolutamente nenhuma relação com o ser humano, o qual detêm infinitas potencialidades à serem exploradas e desenvolvidas. Assim como um tesouro escondido no fundo do mar de nada servirá se o mergulhador não encontrá-lo. Existem tesouros equivalentes nas profundezas de cada um de nós e hoje já sabemos como fazer para que nossas prodigiosas faculdades mentais e cerebrais trabalhem de forma saudável e eficiente à nosso favor. 

     A hipnoterapia médica é uma forma de reatualizar qualquer programação antiquada de viver no presente, o que envolve o desenvolvimento de metodologias bastante eficientes, rápidas e seguras para o ser humano desenvolver essas mudanças comportamentais, na forma que desejar ser. 

     Faça uma experiência: reavalie sua forma de pensar e de agir como segue abaixo, praticando por algumas semanas e você se surpreenderá com os resultados. Experimente praticar uma atitude mais positiva e bem humorada mesmo frente às dificuldades. Fique atento no dia a dia com sua conversa consigo mesmo e em suas imagens mentais, por exemplo: não adianta nada uma mãe orar pensando na doença de seu filho, mas sim, é essencial que visualize-o sadio, brincando. Pare de se culpar por coisas que já passaram. Livre-se de mágoas e ressentimentos. Reavalie se sua auto-crítica, não está lhe sabotando diretamente sua auto-estima. Por exemplo: se você se acha muito nervoso e "que nada dá certo", experimente trocar essa forma de pensar para: "eu sou calmo", ..."pode dar certo". 

     À partir desta tomada de consciência e da quebra de certos padrões repetitivos e viciosos, pode-se iniciar um processo de mudanças, da mesma forma como pode-se induzi-las nos outros. E surpreenda-se com as novas oportunidades que irão surgindo. 

     Não é à toa que os grandes Mestres vêem apregoando essas coisas há tantos anos. Basta que você discipline-se e persista nestas estratégias. Procure informar-se sobre o que somos e como funcionamos (manual de instruções) e se não conseguir resolver-se sozinho, procure ajuda, invista em você, seja qual for o problema, acredite, sempre tem solução. 

     Cortesia: Dr. Gentil Brandão de Souza 
     CLÍNICA DE HIPNOTERAPIA MÉDICA